O Poder da Inteligência Cultural

inteligencia-cultural-Escola-Eduardo-Cirilo-Método-DeRose-Porto-viveremaltaperformance2.jpg .jpg

“Quando deixo de ser o que eu sou, transformo-me no que poderia ser.” Lao-Tsé

Para um instante, respira profundamente e em seguida percebe o ambiente ao teu redor. Qual a origem das pessoas que estão neste ambiente? Qual a nacionalidade da empresa em que trabalhas? De onde vem as marcas que estás a usar?

Num universo inequivocamente globalizado, o desenvolvimento da inteligência cultural é fundamental para interagires mais positiva e eficazmente, sejam quais forem os teus objetivos.

À insistência em desenvolver a inteligência emocional de que tanto tenho falado no nosso blog para Viver Em Alta Performance, acrescento a aprendizagem da inteligência cultural, pois assim conseguirás compreender melhor as outras culturas e, no fim das contas, conheceres-te melhor a ti mesmo porque conhecer o outro nada mais é do que te conheceres a ti próprio, certo?

Para entenderes melhor sobre o poder da inteligência cultural, acompanha-me na leitura sobre:

1. o que é inteligência cultural

2. os componentes da inteligência cultural

3. como desenvolver a inteligência cultural

4. o que fazer com a inteligência cultural

inteligencia-cultural-Escola-Eduardo-Cirilo-Método-DeRose-Porto-viveremaltaperformance.jpg .jpg

O que é a inteligência cultural

Já percebeste que a cultura não é uma variedade aleatória de costumes e comportamentos? Ela é composta por valores, atitudes e percepções sobre comportamentos intercambiados por pessoas de um grupo específico. São aspectos sistemáticos e organizados que foram desenvolvidos como resultado da evolução das sociedades e do seu convívio com problemas comuns.

As diferenças culturais têm que ser encaradas com normalidade e, sobretudo, flexibilidade. Crenças e comportamentos absolutos são totalmente contra-producentes (por exemplo, achar que todos os portugueses são detentores de um determinado traço de personalidade ou comportamento).

Quanto maior for o conhecimento adquirido, mais ideias deste tipo cairão por terra, facilitando o desenvolvimento da inteligência cultural, que será tanto maior quanto for a capacidade de um determinado indivíduo gerir os paradoxos culturais.

A inteligência cultural é a capacidade de interpretares mensagens adversas, ambíguas, complexas, emanadas por outra cultura, principalmente no que concerne tudo o que influencia o comportamento social e profissional.

inteligencia-cultural-Escola-Eduardo-Cirilo-Método-DeRose-Porto-viveremaltaperformance6.jpg .jpg

Os componentes da inteligência cultural

A inteligência cultural é formada por quatro fatores:

  1. motivacional,
  2. cognitivo,
  3. metacognitivo,
  4. comportamental.

O fator motivacional enfatiza o interesse intrínseco de experimentares outras culturas e interagir com pessoas diferentes. É o desejo de conhecer e entender coisas diferentes.

Por sua vez, o fator cognitivo compreende o conhecimento das normas de outras culturas. Conheces o sistema económico e jurídico de outras culturas? Sabes como comportar-te com pessoas de outras culturas segundo as suas normas sociais?

O fator metacognitivo refere-se à consciência transcultural. Compreenderes os aspectos culturais quando as pessoas fazem julgamentos sobre os teus pensamentos e os dos outros. Em resumo, é compreenderes as ideias dos outros a partir da tua própria cultura.

Por fim, o fator comportamental refere-se à capacidade de falares e gesticular corretamente segundo as normas de outras culturas.

É necessário perguntares-te quanto conheces das outras culturas: Sabes outras línguas? Sabes quais os rituais praticados noutras religiões? Que gestos usam para dizer “ok”? Por outro lado, és capaz de adaptar a tua linguagem quando falas com alguém de outra cultura? Respeitas as suas atitudes? És capaz de encontrar semelhanças com a tua própria cultura?


Como desenvolver a inteligência cultural

A inteligência cultural pode ser desenvolvida de várias maneiras, incluindo a educação formal ou o treino, entretanto a aprendizagem experimental é crítica para o desenvolvimento de altos níveis de inteligência cultural, mas o atual ambiente global atual oferece inúmeras oportunidades para aumentar a tua inteligência cultural.

Existem características individuais que propiciam o aumento da tua inteligência cultural. Essas características são: a integridade, a perseverança e a "abertura" e por sua vez, o progresso da inteligência cultural passará por uma série de estágios, desde uma simples reação a um estímulo externo até ao ajuste pró-ativo do comportamento em antecipação a mudanças súbitas no contexto cultural.

A inteligência cultural pode aumentar, conforme o DeROSE Method preconiza na sua base de conceitos, através das viagens, da boa cultura, da educação, das boas maneiras e da experiência.

Agora, vou partilhar contigo 6 dicas (extraídas do livro Vantagens da Inteligência Cultural - de David Livermore) para que possas desenvolver a tua Inteligência Cultural, mesmo estando na tua cidade/país de origem:

  1. Passa pelo menos 50% do tempo de contato direto que tiveres, a escutar.
  2. Procura várias fontes de informação. Entra no YouTube e vê ao que as pessoas de várias partes do mundo estão a assistir.
  3. Lê uma série de jornais. Quais são os livros mais vendidos e os filmes campeões de bilheteria em Londres, Dubai e Moscovo?
  4. Mantém os olhos bem abertos para as novas tendências de mercado, artes, teatro e cinema.
  5. Amplia os teus horizontes culinários. Come de forma inteligente as iguarias de diversas partes do mundo. Se possível, partilha a tua refeição com alguém que venha daquela cultura e vê a perspectiva que aquela pessoa pode oferecer.
  6. Conversa com motoristas de Uber e Táxi! Pergunta qual a opinião deles sobre os acontecimentos locais. Eles conhecem a cidade e veem todo o tipo de pessoas. Aprende com eles!
inteligencia-cultural-Escola-Eduardo-Cirilo-Método-DeRose-Porto-viveremaltaperformance4.jpg .jpg

O que fazer com a inteligência cultural

“Quem não compreende um olhar também não compreenderá uma longa explicação.” Provérbio árabe

Apesar da rápida modernização do mundo, a cultura muda lentamente e, pelo menos num futuro previsível, as diferenças culturais vão permanecer como um fator-chave para as interações interpessoais, e é sabido que a interação eficaz com outras pessoas é a parte mais importante para viver em alta performance.

Num mundo ferozmente competitivo, os que não se mantiverem atualizados correm o risco de serem excluídos do mercado. A inteligência cultural congrega a capacidade de conhecer, entender e saber adaptares-te aos diversos ambientes culturais.

Com a disciplina, olhar atento e foco, conquistarás a capacidade de observar o que antes te escapava à inteligência.

E tu, já sabes como vais aplicar o poder da Inteligência Cultural para Viver Em Alta Performance?

Se gostaste, partilha o artigo, visita o meu instagram (profcirilo) e vem visitar-me à minha escola para fazermos uma Aula Personal ou uma sessão de life coaching para Viveres Em Alta Performance com Qualidade de Vida.

Todos estes conceitos fazem parte de mais de 18 anos do meu lifestyle baseado nos conceitos e nas técnicas do DeROSE Method.

Toca a aplicar estes conceitos para fazer acontecer!

A alta performance é como uma semente. Quando a cultivas, ela desperta.

Algumas palmeiras crescem em três anos, outras em dez. Aquelas que não são nutridas, nunca crescem!

Um forte abraço,

Prof. cirilo derose method lifecoach

Prof. cirilo
derose method lifecoach

Ah, e não te esqueças

Agora é a melhor hora para começares a Viver Em Alta Performance. Aplica o que acabaste de ler e transforma a tua vida positivamente. É altura de passares para o próximo nível. Acredita em ti, não aceites desculpas e faz acontecer.

Complementa a leitura com estas recomendações:

- Os 6 hábitos matinais que vão mudar a tua vida

- Como teres tempo para tudo e Viver Em Alta Performance

Fontes de referência