2 simples passos para blindar emoções negativas e desenvolveres inteligência emocional

blindagem emocional kryptonite eduardo cirilo

De repente aquela que era uma relação sólida, desaparece como o fumo… laços de família destroem-se… sociedades promissoras dissolvem-se… amigos tornam-se inimigos. Heróis e Vilões formam-se todos os dias por causa das emoções!

Tu e eu somos portadores de uma pedra de kryptonite e a qualquer momento podemos ficar sem defesas… só porque ativamos as reações erradas e geramos emoções que nos expõe as fraquezas.

Não há Super Homem que não tenha fraquezas, mas como diz o Woody Allen:

> A nossa cabeça é redonda para permitir ao pensamento mudar de direção.

Não gostarias de ter blindagem aos fatores externos que te afetam emocionalmente?

Eu quero… eu quero todos os dias saber lidar melhor com as emoções (tantos as minhas como com as dos outros).

E são as emoções importantes?

  1. Sim. Elas têm um papel muito importante pois alertam-nos para o perigo;
  2. Proporcionam-nos a hipótese de criar laços;
  3. Influenciam as decisões;
  4. Alteram o comportamento;
  5. Fornecem aos outros informações sobre o nosso estado interno.

Quais os tipos de emoções segundo António Damásio

O neurologista António Damásio, autor do famoso livro “O Erro de Descartes” apresenta uma proposta baseada em pressupostos neurológicos. Ele distingue 3 tipos de emoções:

- Emoções primárias

São consideradas inatas ou “reflexas”, estas são comuns a todos os seres humanos, independentemente de fatores sociais ou socioculturais. Deste grupo fazem parte as emoções básicas ou elementares, como: a alegria, a tristeza, o medo, o nojo, a raiva e a surpresa.

- Emoções secundárias ou sociais

São mais complexas que as primárias, estas dependem de fatores e variáveis sócio-culturais. Estas podem variar amplamente e radicalmente entre culturas e/ou sociedades. Exemplos dessas emoções: a culpa, a vergonha, a gratidão, a simpatia, a compaixão, o orgulho, a inveja, o desprezo, o espanto, etc..

- Emoções de fundo

Estas estão relacionadas com o bem-estar ou com o mal-estar interno. Estas são induzidas por estímulos internos, com origem em processos físicos ou mentais, levando o organismo a um estado de tensão ou relaxamento, fadiga ou energia. Estas emoções expressam-se em alterações musculoesqueléticas, refletindo-se em variações na postura e nos movimentos.

emoções e sentimentos

Relação entre emoções e sentimentos

Emoções e sentimentos, muitas vezes são confundidos e tratados como sinónimos, porém possuem grandes diferenças.

Uma emoção é um conjunto de respostas químicas e neurais baseadas nas memórias emocionais, e surgem quando o cérebro recebe um estímulo externo. O sentimento, por sua vez, é uma resposta à emoção e diz respeito a como a pessoa se sente diante daquela emoção.

Na relação emoção / sentimento, Damásio diz ainda que apesar de alguns sentimentos estarem relacionados com as emoções, existem muitas que não estão, ou seja, todas as emoções originam sentimentos, se estivermos atentos, mas nem todos os sentimentos provêm de emoções.

Para elucidar melhor a diferença entre emoção e sentimento: A emoção leva à guerra (Hitler), o sentimento leva à paz (Gandhi).


De onde surgem os sentimentos e as emoções

- Da vida intra-uterina

O primeiro contacto com as emoções e sentimentos aconteceu-nos já na vida intra-uterina. É cientificamente comprovado que as emoções e sentimentos dos pais são transferidos para o bebé durante a gestação: todos os medos, tristezas, raivas, alegrias, amor e culpa que os pais sentem também são sentidos pelo bebé.

- Da vida até aos sete anos de idade

Até aos sete anos de idade, cada um de nós desenvolveu os seus programas emocionais. Foi nesse período que registamos e interpretamos todas as emoções e experiências de acordo com os nossos sentimentos. Transformamos as nossas interpretações em padrões emocionais e comportamentais que se têm refletido ao longo da vida.


blindagem emocional derose method escola eduardo cirilo

Como blindar as emoções negativas e desenvolveres inteligência emocional

2 soluções que quero partilhar contigo e que deves implantar (se possível em simultâneo para teres resultados mais sólidos). Para avançar, primeiro lê esta fábula.

A fábula do corvo e o jarro

Um corvo, quase morto de sede, foi a um jarro, onde pensou encontrar água. Quando meteu o bico pela borda do jarro, verificou que só havia um restinho no fundo. Era difícil alcançá-la com o bico, pois o jarro era muito alto. Depois de várias tentativas, precisou desistir, desesperado. Surgiu, então, uma ideia no seu cérebro. Apanhou um seixo e jogou-o no fundo do jarro. Jogou mais um e muitos outros. Com alegria verificou que a água vinha, aos poucos, aproximando-se da borda. Jogou mais alguns seixos e conseguiu matar a sede, salvando a vida.

Moral da História (e é por isso que gosto muita das fábulas e em particular as do Esopo):

A necessidade ou a crise é a mãe de todas as invenções… Tempos de crise são fonte de mudança. Vamos ver agora as soluções anti-kryptonite.

1. Cria novos padrões de pensamentos

Com quem tu andas?

Tu és a média das 5 pessoas com quem mais tempo convives. Por isso mesmo, é importante andares com pessoas positivas que te levem para o próximo nível. É a dica nº 5 do artigo 10 práticas que te vão deixar mais inteligente.

Elimina hábitos menos produtivos

Por exemplo se deixares de ver 15 minutos de televisão por dia e trocares pela leitura de um livro, passas a ter 7 horas e 1/2 de leitura mensais… cerca de 1 livro por mês, 12 livros por ano. Incrível, não é?

Que tipo de livro ler? Opta por clássicos da literatura, poesias, fábulas, livros motivacionais, etc. mas em comum que tenham bom vocabulário e boa gramática.

Evita libertar as emoções em momentos de irritação

Algumas das maneiras de reagir ao stress são construídas sobre falsas concepções de como a mente funciona.

Libertar as emoções em momentos de irritação e emocionalmente fortes é um bom exemplo. Esta teoria é falsa. Ventilar as emoções pode, na verdade, torná-las ainda mais poderosas, em vez de diminuir o seu impacto.

Emoções negativas causam ânsia. Isto não significa que não devas conversar com um amigo ou familiar sobre o que está a acontecer; mas é importante não alimentares as explosões emocionais. Como conselho, aprende a sublimar essa energia!

Desenvolve o poder da palavra

Resumidamente faz o seguinte:

  1. coloca informações positivas no cérebro;
  2. fala sobretudo sobre o que é importante;
  3. cuida daquilo que falas.

derose method porto escola eduardo cirilo

2. Pratica exercício e um estilo de vida afirmativo

Uma das melhores maneiras de venceres o stress emocional e a ansiedade é a prática de exercício. Eles são importantes para o condicionamento físico, promover a saúde e o teu bem-estar. Tu não podes ficar parado, é importante estares em constante movimento para a liberação das energias. Além disso, são inúmeros os benefícios com a atividade física: eleva a auto-imagem, melhora a postura, aumenta a produtividade no trabalho, ficas menos propenso às doenças, combates o stress emocional, a indisposição e promoves a qualidade de vida.

Estudos realizados em ratos mostraram que o exercício reorganiza o cérebro de modo a torná-lo mais resistente ao stress (Schoenfeld et al., 2013). O processo passa pela paragem do bombardeamento de neurónios nas regiões do cérebro consideradas importantes na resposta ao stress emocional (o hipocampo ventral). Estudos em humanos mostram que o exercício tem um efeito protetor de longo-prazo contra a ansiedade (Smith, 2013).

Com a minha experiência, não posso deixar de te recomendar 2 ferramentas . Apesar de estarem diretamente associadas à minha vida profissional, são elas que me levam todos os dias a querer ViverEmAltaPerformance há 18 anos e 9 meses (mesmo antes de ser professor).

Tenho muito material que posso partilhar contigo para poderes estudar e aplicar em casa (sem a necessidade de gastares um cêntimo ). Quero genuinamente que atinjas o teu melhor, da mesma forma que eu , aos 24, fui premiado com um estilo de vida inigualável.

Vamos lá... para ti!

1 - DeROSE Method

Uma proposta de estilo de vida com base em técnicas e um lifestyle afirmativo.

Que técnicas são usadas? Respiração, fortalecimento muscular e articular, relaxamento e desenvolvimento do poder da mente.

2 - Meditação

Treino mental para filtrares o ruído constante da vida moderna e desenvolveres os insights, a intuição e a clareza mental.

Poderia acrescentar desporto e uma série de atividades com exercícios em grupo ou individuais, mas quando pondero os custos e os benefícios, para mim, estas são sem dúvida as melhores opções para criar blindagem emocional.


Quais são as tuas dicas para te blindares emocionalmente ?

Deixa um comentário logo abaixo sobre o que mais gostaste, ou sobre alguma dica extra que desejas partilhar ou até mesmo alguma crítica sobre o que escrevi. Se gostaste, faz um share clicando nos botões de repartilha aí na tua frente.

Ah, e não te esqueças

Agora é a melhor hora para criares um compromisso contigo mesmo. Usauma das dicas para blindar emoções e sentimentos. Se possível, as duas. Acredita em ti, não aceites desculpas e faz acontecer.

Acompanha o video blog Viver Em Alta Performance no Youtube.

Fontes de referência

http://mexxer.pt/10-tecnicas-psicologicas-para-lidar-com-o-stress-e-ansiedade/https://www.youtube.com/watch?v=bZKJHzwr_yghttp://www.sbie.com.br/blog/qual-diferenca-entre-emocao-e-sentimento-na-psicologia/http://www.psicologiafree.com/curiosidades/diferenca-entre-emocoes-e-sentimentos-2/http://www.centrodeestudos.org/sentimento-ou-emocao/https://psicologado.com/psicologia-geral/introducao/as-emocoeshttp://www.jneurosci.org/content/33/18/7770https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22895382

Até à próxima semana,

Edu Cirilo

P.S.: Também podes aceder ao audio blog no iTunes ou SoundCloud.