Como viveres um casamento sólido e seres feliz.

blindagem-casamento-relacionamentos-Escola-Eduardo-Cirilo-Método-DeRose-Porto-viveremaltaperformance.jpg

Sabias que o divórcio está no top 3 das maiores causas do distress, perdendo apenas para a morte do cônjuge ou do filho. É assustador, não é?

Existem cada vez mais pessoas que decidem passar a vida juntos mas não conseguem levar o relacionamento por muito tempo. És uma dessas?

O artigo, Como viver um casamento sólido e ser feliz é para 2 tipos de pessoas: aquelas que querem viver uma relação inabalável e aquelas que podem ajudar os seus amigos com conceitos sábios, eficazes e que os levarão ao sucesso.

Qual é o sentido de tu quereres Viver Em Alta Performance, se não tiveres um casamento sólido?

Vou abordar 3 fases do relacionamento em casal, e em cada uma delas expor-te conceitos baseados no lifestyle do DeROSE Method.

São elas:

  1. no início do fortalecimento do relacionamento
  2. durante o casamento “perfeito”
  3. na procura de “salvar” o casamento

Na 1ª fase, a pergunta que te coloco é: Como vais criar um relacionamento sólido? A resposta vem com 2 palavras apenas: generosidade e bondade.

Acompanha-me agora na explicação.

blindagem-casamento-relacionamentos-Escola-Eduardo-Cirilo-Método-DeRose-Porto-viveremaltaperformance.jpg

Como iniciares um relacionamento sólido

O significado da palavra sólido, quando empregada em relacionamentos, tem sentido de inabalável ou estável.

Quantos casais já conheces que se casaram e se divorciaram? Provavelmente muitos…

Segundo o estudo dos psicólogos Gottmans, o jornal Business Insider revela duas coisas básicas que movem um relacionamento até o fim da vida: a generosidade e a bondade.

Atos simples como responder a perguntas rotineiras com agressividade ou com generosidade afetam o futuro e a qualidade do teu relacionamento.

Respostas ríspidas, desinteressadas ou ignorar o apontamento do teu companheiro por indiferença, significam bem mais do que apenas cansaço, ocupação ou falta de tempo. Mas também podem representar que tudo é mais importante do que as coisas superficiais que ele ou ela apreciam.

O estudo apontou que tens duas respostas a escolher quando se trata das questões dos companheiros. Podes optar por respostas generosas que te aproximam como casal ou respostas ríspidas que te afastam um do outro.

Pessoas que agem com bondade e generosidade, preocupam-se em criar um ambiente de apreciação e gratidão pelo que o companheiro faz, em contrapartida, casais "desastres" constroem um ambiente baseado na insatisfação, sempre apontando para os erros do outro, para o que deixou de ser feito, esquecendo-se dos pontos positivos.

A Generosidade e a bondade farão que tenhas um relacionamento em Alta Performance.

O que a pesquisa revelou implica a aplicação diária de doses de generosidade e bondade, seja elogiada uma coisa aqui, sendo gentil noutra situação ali, evitando cobranças desnecessárias e sempre, sempre e sempre concentrado(a) no que a outra pessoa fez e faz de positivo, não de negativo.

Um exemplo: um dos dois foi ao supermercado e comprou só alimentos, esquecendo-se do fio dental. Tu escolhes, ser agressivo e reclamar do fio dental que foi esquecido ou agradecer pela comida que foi comprada? A tua escolha dirá que tipo de relacionamento queres viver.

John e Julie Gottman, após estudarem os casais com elétrodos enquanto conversavam, concluíram que casais do grupo "desastres" ficavam fisicamente afetados ao dialogarem com os seus companheiros, fisiologicamente eram como se estivessem em guerra ou enfrentando um leopardo.

Os outros, apresentavam tranquilidade ao conversarem. E tu? A qual grupo queres pertencer?

blindagem-casamento-relacionamentos-Escola-Eduardo-Cirilo-Método-DeRose-Porto-viveremaltaperformance.jpg

Como blindares o casamento "perfeito"

Mantém a estabilidade

Um relacionamento estável não é uma relação sem problemas, isso será uma utopia. Um casamento blindado é aquele em que é possível retomares o equilíbrio sempre que alguma tempestade ameaçar a boa convivência.

Diante das dificuldades normais do dia-a-dia, um relacionamento mantém-se estável quando ambos buscam a calma, a tolerância e a sábia resignação. Quando tu percebes que o outro se afasta, esforças-te para trazê-lo de volta.

Como perguntará o professor Fabiano Gomes: Queres ser feliz ou ter razão?

O médico David Reuben, perito em sexo e autor de vários livros, tal como Tudo o que Você Sempre Quis Saber Sobre Sexo ,que se transformou num filme de Woody Allen, afirma que “O casamento é como uma longa viagem num pequeno barco a remos: se um passageiro começar a balançar o barco, o outro terá que estabilizá-lo; caso contrário, os dois afundarão juntos”.

Busca o diálogo

A grande ferramenta para o entendimento é o verdadeiro diálogo, ou seja, aquele que é norteado pela sinceridade, que visa esclarecer as próprias concepções e compreender as do outro.

O sentido da conversa entre o casal não deve ser o de cobrança, com explosões emocionais mas sim um diálogo com uma discussão amistosa onde ambos participam colocando e ouvindo opiniões.

Tem o respeito como base

Um relacionamento só se torna sólido quando um parceiro respeita o outro, isto é elementar, portanto, deve ser uma das bases da tua relação.

É tão importante que posso dizer-te que pelo amor se inicia uma relação e pelo respeito se perpetua.

É preciso considerar a forma de ser de cada um, os seus valores, crenças e manifestações. Quem ama alguém, certamente o admira e quem respeita alguém, compreende o que não admira.

Um casamento sólido constrói-se com acordos entre os cônjuges.

O compromisso é o teu lema de vida

Casais felizes encaram o casamento como uma união permanente, porque esse é o desejo de ambos e para isso se dedicam.

Pelo comprometimento nos teus votos, nem sequer admites a possibilidade de uma separação diante das dificuldades normais do dia a dia e, muito menos, cair na ilusão de procurar outra pessoa. A fidelidade no casamento tem um sentido muito amplo; representa a postura honesta diante dos compromissos que assumiste.

A qualidade de tempo juntos deverá ser a melhor possível!

Faz sentido para ti? Mas, e se o teu relacionamento não estiver assim tão bem, há ainda possibilidade de engatar numa relação sólida?

blindagem-casamento-relacionamentos-Escola-Eduardo-Cirilo-Método-DeRose-Porto-viveremaltaperformance.jpg

8 dicas para salvares o casamento

  1. Beijar! Pesquisadores da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, descobriram que os casais instruídos a beijarem-se frequentemente não só relataram menos stress e mais satisfação com o relacionamento, mas também uma diminuição nos níveis do mau colesterol. Eles também se exercitam mais, desentendem-se menos e compreendem-se melhor um ao outro.
  2. Diz “nós” e não “eu”. Parece uma coisa simples, mas descreveres o teu casamento como uma equipe em vez de duas pessoas é um ótimo truque psicológico para unir o casal.
  3. O relacionamento é a tua prioridade. Isto significa que não deves verificar o e-mail ou as redes sociais enquanto ouves o que o parceiro te está a contar sobre seu dia. Em vez de gritares “até mais logo” de manhã, vai até à porta e dá um beijo de despedida. Torna o teu casamento uma prioridade.
  4. Comemora as conquistas. Pesquisadores da Universidade da Califórnia em Los Angeles e da Universidade de Rochester, ambas nos Estados Unidos, estudaram quatro maneiras diferentes que os cônjuges normalmente respondem a uma novidade agradável: abertamente e com entusiasmo; de maneira encorajadora, mas tranquila; sem resposta alguma; e desencorajando. As pessoas que desencorajam ou não respondem relataram medidas mais baixas de felicidade no casamento, assim como as que apoiavam, mas de maneira calma. Portanto, da próxima vez que a tua outra metade trouxer uma boa notícia, celebra-a de verdade, com música, com um jantar romântico ou simplesmente conversando com entusiasmo sobre o assunto.
  5. Mantém um diário de gratidão. Todos querem ser reconhecidos pelos esforços e receber elogios. Sendo assim, expressa gratidão e admiração, incluindo por coisas pequenas, como arrumar o jardim, mesmo que o outro faça isso todas as semanas. Se falar é difícil para vocês, que tal manter um diário de gratidão, em que os 2 devem escrever sobre algo que são gratos pelo que o outro fez em cada dia?
  6. Tem pequenos gestos. Pequenos detalhes mostram que te preocupas com o outro e queres que ele seja feliz. Por exemplo, se a tua cara metade está a chegar de viagem, que tal preparares uma das bebidas que mais gosta? Estudos mostram que essa é uma das melhores maneiras de fortalecer a união.
  7. Vê o lado positivo! Tu apaixonaste-te por uma razão, mas, às vezes, pode ser difícil lembrares-te dela. À medida que os anos passam, as pessoas costumam concentrar-se mais nos detalhes incómodos do que nas qualidades. Concentra-te menos nas incapacidades do outro e mais no fato de que ele te abre a porta do carro, gosta de viajar contigo, lava a louça, dá banho às crianças, etc. .
  8. Dá sempre as boas vindas. Os pesquisadores descobriram que a primeira conversa que um casal tem depois de ter passado algum tempo longe um do outro, pode prever a estabilidade conjugal. Se pareceres realmente interessado(a) e animado(a) em ver o outro, essa mensagem ajuda a reafirmar o vínculo entre vocês.

E agora?

Quero que o teu foco principal seja construires um relacionamento sólido para poderes subir para o próximo nível da Alta Performance. Não tenhas pressa em conquistares metas individuais.

Hoje poderá ser mais difícil e sentires que não irás tão rápido, mas garanto-te que em casal irás mais longe!

Vou-te deixar com uma célebre musica dos Monty Phyton: Always Look on the Bright Side of Life

Toca a aplicar estes conceitos!

Quero ver-te a evoluir e tornares-te cada vez melhor no teu dia-a-dia. Aplica os conceitos da alta performance nas tuas conquistas e com as pessoas que amas e confias.

Um forte abraço,

 Cirilo

Cirilo